Ir para o conteúdo principal
Afinal, o que é azia?

Azia

Afinal, o que é azia?

A sensação de uma queimação desagradável na região do peito depois de consumir certos tipos de alimentos é o que conhecemos, popularmente, como azia1.

Muitas pessoas confundem a azia com uma doença. Na verdade, ela é um sintoma que pode surgir em um momento isolado ou com frequência. Nesse post, explicaremos melhor o que ela significa.

Mas o que é azia?

A azia nada mais é do que uma sensação que vem atrás do esterno, osso situado na região do peito. Essa sensação causa uma dor que, na maioria das vezes, parte do peito e pode chegar a irradiar até para o pescoço e a garganta1.

Em alguns casos, a azia é associada à indigestão ou ao refluxo gastroesofágico.

Quais são as causas da azia?

Podem ser variadas. Fatores como comer muito rápido e não mastigar direito os alimentos, consumir alimentos muito temperados ou gordurosos e até ingerir bebidas durante as refeições podem colaborar para o surgimento da azia2.

O refluxo gastroesofágico, no entanto, é um dos principais causadores da azia. Normalmente, quando a bebida ou o alimento entra no estômago, o músculo que faz a separação entre o estômago e o esôfago, fecha. Se isso não ocorrer da forma correta, todo o material do estômago reflui para o esôfago. A consequência é a irritação do órgão, o que provoca a azia1.

Quais são os sintomas da azia?

A azia causa sintomas como uma sensação desconfortável na garganta ou na região do peito. Algumas pessoas ainda relatam um sabor ácido ou amargo na boca2.

Outros sintomas podem ser citados, como tosse e arrotos involuntários2.

Como evitar a azia?

Mudar a rotina é uma das formas mais eficazes de combater a azia. Evitar alimentos muito gordurosos, bebidas gasosas e alcoólicas são os principais passos2.

Fazer refeições menores mais vezes por dia também é uma recomendação frequente. E, principalmente, evitar ao máximo o estresse. Isso porque ele também pode desencadear as crises de azia3-5.

Quando procurar ajuda?

Quando a azia é frequente ou dura mais do que 3 dias seguidos, é recomendável procurar orientação médica.

Referência:

  1. HENDERSON, Robert P., PRINCE, Valerie T., Heartburn and dyspepsia. In: BERARDI, Rosemary. Handbook of Non-prescription Drugs: An interactive approach to self-care. 14Ed. Universidade de Chicago: American Pharmaceutical Association, 2004. 1370 p., cap. 15,  320-321p.
  2. CFF – Conselho Federal de farmácia. Azia (acidez/pirose) e dispepsia. In:_____ Guia de prática clínica. Sinais e sintomas do trato gastrointestinal. 2020. Disponível em: https://www.cff.org.br/userfiles/Guia%20-%20AZIA(1).pdf. Acesso em Jul. 2021.
  3. PUBMED HEALTH. Heartburn and GERD: Overview.. 2018. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmedhealth/PMH0072438/ Acesso em: Abr. 2021.
  4. MEEK, W. The Pharmacist’s Approach to Heartburn. In: WORD GASTROENTEROLOGY, WGO Handbook on Heartburn: A Global perspective. Milwaukee, WI USA. 26-27p.
  5. SANDHU DS, FASS R. Current trends in the management of gastroesophageal reflux disease. Gut and Liver 2018; 12 (1): 7–16

PM-BR-SON-21-00016-AGO/2021

Quer dicas para viver melhor com esses desconfortos?

Quer dicas para viver melhor com esses desconfortos?

Conheça nossas dicas.

Saiba mais

seu problema

Seu problema é com dor de cabeça?

Veja aqui tudo sobre dores de cabeça.

Saiba mais

QUER FALAR COM A GENTE?

Ou relatar um evento adverso?